Greve de professores em Lauro de Freitas começa na segunda-feira (18)

1

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Foto: Ascom/Asprolf.
Foto: Ascom/Asprolf.

Durante assembleia geral realizada nesta terça-feira (12), os trabalhadores municipais da educação de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), decidiram pela greve por tempo indeterminado a partir da segunda-feira (18). No encontro, realizado na Escola Municipal Dois de Julho, no bairro de Itinga, ficou decido também que até o início da greve as aulas continuam dentro da normalidade.

Entre as motivações do movimento estão o déficit de professores e auxiliares de classe, além do engessamento da carreira do magistério, que paralisa processos administrativos, enquadramento, dedicação exclusiva, retroativos de processos não pagos e tabela de pagamento. Os professores também reclamam que, no último dia 6 de maio, o governo municipal anunciou, em decreto, a proibição de se contratar funcionários até o final do ano. Uma nova reunião para deliberar sobre os rumos do movimento está na pauta do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (Asprolf) para esta quinta-feira (14), às 14h, no Centro de Cultura de Portão.