Paulo Azi é indicado para CPI dos Fundos de Pensão

Efraim Filho e Paulo Azi na Câmara Federal
Foto: Divulgação
Efraim Filho e Paulo Azi na Câmara Federal Foto: Divulgação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Efraim Filho e Paulo Azi na Câmara Federal Foto: Divulgação
Efraim Filho e Paulo Azi na Câmara Federal
Foto: Divulgação

Foi instalada, nesta quarta-feira (12), mais uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara dos Deputados que promete dar mais dor de cabeça ao governo – a CPI dos Fundos de Pensão, que será presidida pelo Democratas. O partido indicou para compor a CPI dois de seus principais vice-líderes, o parlamentar baiano Paulo Azi e o paraibano Efraim Filho, que presidirá o colegiado.

A CPI dos Fundos de Pensão terá como principal objetivo apurar as aplicações incorretas e fraudulentas e os desvios de recursos de fundos de previdências complementar de funcionários de estatais e servidores públicos que resultaram em vultosos prejuízos aos participantes e ao erário público. O foco dos trabalhos será o período de governos petistas, de 2003 a 2015.

Paulo Azi elogiou a escolha do Democratas para comandar a CPI e pontuou que o partido irá conduzir os trabalhos com harmonia, responsabilidade ” e sem histeria”. “É chegada a hora de se buscar a verdade dos fatos e a resposta para os anseios dos funcionários aposentados dos fundos das estatais que viram seu dinheiro sumir”, disse Azi. Salientou, também que ao contrário das CPI’s da Petrobrás e BNDES, a dos Fundos de Pensão deverá produzir fatos novos, já que não está ocorrendo, por parte do Ministério Público e da Polícia Federal, nenhuma investigação paralela ainda.

A partir da semana que vem começam efetivamente os trabalhos analisando propostas de trabalho indicadas pelos parlamentares. Só o deputado Paulo Azi apresentou mais de 40 requerimentos para levantamento de informações e convocação de audiências públicas.