Prefeitura já tem R$ 2 milhões para vítimas das chuvas

Foto: reprodução
Foto: reprodução

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A Prefeitura já conseguiu transferir cerca de R$ 2 milhões em auxílios financeiros às vítimas das chuvas, tudo com recursos próprios. A ação conjunta da Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps) e da Defesa Civil de Salvador (Codesal), vai conceder os benefícios de auxílio-moradia, no valor de R$ 300 mensais, que pode chegar a um ano, e o auxílio-emergência, novidade implantada no último mês para atender àquelas famílias que tiveram perdas de bens móveis.

Foram concedidos 2,8 mil auxílios-moradias de abril até o momento, num montante que chega a R$ 838 mil, apenas no período em que a cidade enfrentou as mais fortes chuvas das últimas duas décadas, em maio. No caso do auxílio-emergência, o benefício é dado de forma escalonada, podendo chegar a três salários mínimos a depender dos bens móveis perdidos. Foram 490 benefícios no valor de um salário, 220 no valor de dois salários mínimos e outros 170 no valor de três salários mínimos.

Para ter acesso ao auxílio-moradia, é preciso registrar ocorrência na Codesal pelo telefone 199 para solicitar vistoria técnica no imóvel. Se for comprovado risco, é emitido um laudo para pagamento do benefício pela Semps. O processo foi automático para aquelas famílias que residiam em imóveis que desabaram em maio. E para ser beneficiado pelo auxílio-emergência, é necessário ir à sede da Semps (Rua Miguel Calmon, nº 28, Comércio, antiga Juceb) para realização de um cadastro. O procedimento será realizado enquanto houver famílias com prejuízos em razão das chuvas.