Samsung é processada por excesso de aplicativos pré-instalados

060715_141555

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

A Comissão de Proteção dos Direitos dos Consumidores de Shangai acusa a Samsung de comercializar dispositivos com capacidades de memória muito abaixo do informado na caixa. De acordo com o órgão, o Galaxy Note 3 (modelo chinês) possui 44 aplicativos pré-instalados sem qualquer menção na embalagem do produto ou instrução para desinstalação dos mesmos. As acusações foram realizadas com base nas reclamações de diversos usuários insatisfeitos com a presença de diversos aplicativos, como dicionários, jogos, portais de compras, entre outros softwares rodando em segundo plano. Além da Samsung, a Oppo também foi advertida pela comissão por conter aproximadamente 71 aplicativos pré-instalados no modelo X9007.
Os bloatwares se tornaram uma prática comum entre muitas fabricantes, principalmente como fonte de renda gerada a partir de parcerias comerciais. No entanto, muitos usuários estão procurando cada vez mais por dispositivos com menos aplicativos pré-instalados. Ambas as fabricantes possuem até 15 dias para responder às alegações, e após este posicionamento, o tribunal de Shangai irá definir uma data para julgar os casos.

 

 

Foto de capa:  Reprodução / CorpBusiness