Servidores do INSS em greve na Bahia

1

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Funcionários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na Bahia aderiram à greve nacional deflagrada nesta terça-feira (7). Cerca de 80% das Agências da Previdência Social (APS) estão fechadas na capital e interior, o que afeta os pedidos de aposentadorias, salários maternidade, auxílio doença, auxílio reclusão e seguro defeso.

A categoria pede reajuste salarial de 27,5% imediato, com acréscimo gradual durante os próximos quatro anos. Além do aumento, os servidores querem melhorias nas condições de trabalho e no atendimento à população. Em entrevista ao G1, o coordenador do comando de greve na Bahia, Ricardo Sampaio, denunciou que os trabalhadores terceirizados que atuam nas agências do estado estão sem receber salário há três meses.

“Nossa precarização chegou a índices insuportáveis. Os terceirizados estão vivendo às custas de arrecadação feita pelos servidores. Nossa segurança está sendo retirada no período noturno também. Falta água e até papel higiênico nas unidades”, revela.

Os servidores do INSS na Bahia também pedem abertura de concurso público para contratação de novos profissionais. Uma assembleia geral com os trabalhadores está marcada para a próxima sexta-feira (10), às 14h, na sede do órgão, no bairro de Nazaré, em Salvador.

Com informações do G1.

Foto de capa: blogdaresenhageral.com.br.