Prefeito de Camaçari acionado por gastos excessivos

(Foto: Reprodução/Bocão News)
(Foto: Reprodução/Bocão News)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
(Foto: Reprodução/Bocão News)
O prefeito tem gastos excessivos e sem licitação para a promoção de eventos festivos em 2013 (Foto: Reprodução/Bocão News)

Adelmar Delgado (PT), prefeito de Camaçari, teve uma ação recomendada pelo  Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por conta de gastos excessivos e sem licitação para a promoção de eventos festivos em 2013. A administração municipal gastou R$ 3,1 milhões com a contratação de artistas e bandas para a Lavagem de Arembepe, Camaforró e A História da Música na Bahia. O relator do processo, conselheiro Mário Negromonte, afirmou que, além das contratações terem sido efetivadas sem a realização de qualquer procedimento licitatório, também há indicativos de acerto prévio entre a prefeitura e as empresas contratadas. Foi determinada a formulação de representação ao Ministério Público Estadual para apuração de possível ato de improbidade administrativa, além de multa de R$ 40 mil para o gestor. Ainda cabe recurso da decisão.