Técnico da seleção brasileira de ginástica é acusado de abuso

Fernando de Carvalho Lopes, foi afastado da delegação brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio (Foto: Reprodução / Google)
Fernando de Carvalho Lopes, foi afastado da delegação brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio (Foto: Reprodução / Google)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

 

Fernando de Carvalho Lopes, foi afastado da delegação brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio (Foto: Reprodução / Google)
Fernando de Carvalho Lopes, foi afastado da delegação brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio (Foto: Reprodução / Google)

Acusado de abuso sexual, o técnico da seleção brasileira masculina de ginástica artística, Fernando de Carvalho Lopes, foi afastado da delegação brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio. Segundo o jornal Folha de São Paulo, o abuso teria ocorrido com um ginasta menor de idade treinado por Carvalho.

O coordenador da seleção masculina, Leonardo Finco, em entrevista ao globoesporte.com, alegou que o afastamento foi uma medida cautelar até que tudo seja investigado. “O afastamento é para que tudo possa ser esclarecido em relação às acusações e para proteger o trabalho da equipe. É para que o ambiente possa ficar tranquilo e para que o Fernando possa ver essas suas questões pessoais. Não tenho informações sobre o caso. Então, é para a proteção de todos”, afirmou. O caso corre em segredo de Justiça e Fernando de Carvalho alega desconhecer qualquer denúncia. O treinador afastado também é técnico de Diego Hypólito, titular da seleção. Carvalho também foi afastado do ADC São Bernardo, clube em que trabalha.

Atualmente, Diego Hypólito está treinando com Marcos Goto, treinador do campeão olímpico Arthur Zanetti. “A CBG outrossim esclarece que a medida é cautelar para que o profissional possa se dedicar à sua defesa”, resumiu a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), em nota.