Vendedores que trabalham na Marechal protestam em frente à Prefeitura para serem ouvidos sobre relocação

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email

Feirantes que atuam na rua Marechal Deodoro, centro de Feira de Santana, apreensivos com um processo de “expulsão” da categoria do local onde há décadas vendem as suas mercadorias, fizeram nesta terça (16) uma manifestação em frente à Prefeitura, segundo informações do vereador Jhonatas Monteiro (PSOL). Em discurso na sessão da Câmara, ele disse que o objetivo é pedir para que “sejam escutados” pelo chefe do Poder Executivo, Colbert Martins Filho acerca de sua relocação. “São trabalhadores do comércio popular de rua, muitos com 30 ou 40 anos vivendo desta atividade e que neste momento estão ameaçados. Não somos contrários ao ordenamento, mas o que há é um propósito, do poder público, que não é de gestão ou de organização”, afirma. Jhonatas lamenta que o Governo divulgue em seus meios de comunicação “um consenso que não existe” em torno do assunto. Ele diz que há alternativa e os pequenos comerciantes apresentam proposta para tal. A Câmara, conforme o vereador, aprovou uma indicação que trata do assunto, encaminhando à administração municipal, inclusive, projeto de organização desta atividade.