Vitória vence clássico contra o Bahia

Jogadores do Vitória fizeram a festa como visitantes (foto: Divulgação/Vitória)
Jogadores do Vitória fizeram a festa como visitantes (foto: Divulgação/Vitória)

COMPARTILHE:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no email
Jogadores do Vitória fizeram a festa como visitantes (foto: Divulgação/Vitória)
Jogadores do Vitória fizeram a festa como visitantes (foto: Divulgação/Vitória)

O placar do clássico Bavi, deste sábado (3), consolidou o time rubro-negro na vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 52 pontos ganhos, atrás apenas do Botafogo (56). O Bahia tem os mesmos 47 do Paysandu, mas leva desvantagem no saldo de gols (10 a 7) e é o quinto colocado, fora da zona de acesso. Já na terça-feira (6), Bahia e Paysandu farão um confronto direto pelo G4, no Mangueirão. O Vitória voltará a campo no mesmo dia, para enfrentar o ameaçado Boa Esporte, no Barradão.

Autor de um gol logo nos primeiros segundos de partida, Kieza levou dois cartões amarelos (um por comemorar sem o uniforme e outro por ajeitar a bola com a mão) e acabou expulso ainda antes do intervalo. O Vitória virou para 3 a 1 com Escudero, Rhayner e Diego Renan. Contando com o apoio da maior parte da torcida presente na Fonte Nova, o Bahia não perdeu tempo diante do grande rival. Em seu primeiro ataque, antes mesmos dos 20 segundos, o time envolveu a defesa do Vitória, que não cortou o cruzamento da esquerda de Tiago Real. Kieza se antecipou a Kanu e mandou a bola para dentro.

Extasiado com o centésimo gol do Bahia na temporada, o atacante não titubeou em tirar a camisa na hora da comemoração e exibir uma regata da principal torcida organizada de sua equipe. Recebeu um cartão amarelo do árbitro Marcelo Bertanha Barison como punição. O Vitória reagiu ainda no primeiro tempo. Aos 28 minutos, Diogo Mateus levantou na área da direita e Elton finalizou de primeira. O goleiro Douglas Pires deu rebote e o argentino Escudero aproveitou para empatar o marcador.

Nos acréscimos da etapa inicial, Kieza dominou a bola com a mão dentro da área antes de colocar na rede outra vez. O gol foi anulado, e o atacante ganhou mais um amarelo e consequentemente o vermelho. Saiu de campo tão revoltado quanto muitos torcedores do Bahia: “Isso é uma vergonha!”. A ausência de Kieza desestabilizou o time de Sérgio Soares no segundo tempo. Aos 13 minutos, veio a virada do Vitória. Vander ajeitou de cabeça dentro da área, e Rhayner, livre de marcação, conferiu. Sem forças para se recuperar na partida, mesmo com as mudanças de seu treinador, o Bahia ainda viu o Vitória ampliar. Aos 38, Diego Renan tabelou bonito com Élton e concluiu colocado para sacramentar o resultado positivo da equipe rubro-negra.

Fonte: Gazeta Esportiva