Será considerada conduta ilícita qualquer ato que discrimine as mães que quiserem amamentar os filhos. (Foto: Reprodução/ http://hemocord.com.br/)

Nesta terça-feira (12) o Senado aprovou um projeto que busca garantir à mulher o direito de amamentar em locais públicos, privados abertos ao público ou de uso coletivo sem serem constrangidas. De acordo com o projeto, será considerada conduta ilícita, sujeita a reparação de danos, qualquer ato que discrimine, proíba, reprima ou constranja as mães que quiserem amamentar os filhos.

O texto prevê, ainda, que o responsável pelo ato deverá pagar indenização, em valor igual ou superior a dois salários mínimos, a ser determinado pela Justiça. A proposta prevê ainda que a amamentação deve ser assegurada independentemente da existência de locais ou instalações reservadas. E que cabe à mulher a decisão de utilizar ou não esses ambientes, caso existam.

A relatora da proposta na Comissão de Direitos Humanos, Maria do Carmo Alves (DEM-SE), afirma que não há uma lei federal sobre o assunto. “Os episódios de constrangimento de fato existem, tanto que o município de São Paulo foi levado a editar lei que prevê multa para quem constranger ou impedir a amamentação em público”, diz Maria do Carmo no relatório.

Em janeiro, o ator de Empire foi hospitalizado após sofrer um ataque racista e homofóbico. (Foto: Reprodução)

O ator Jussie Smollett, da série Empire, foi indiciado por 16 crimes em júri popular após ser acusado de simular um falso crime de ódio, quando afirmou à polícia de Chicago que sofreu ataques raciais e homofóbicos por dois homens em janeiro deste ano.

Tudo começou quando o ator negro e abertamente gay alegou que foi agredido fisicamente em uma rua de Chicago. Os dois suspeitos, Abel e Ola Osundairo, foram detidos após serem vistos passando pelo local em imagens de uma câmera de vigilância, mas foram liberados por falta de provas.

A denúncia do ator ainda não foi comprovada e, após interrogar suspeitos, as autoridades locais suspeitaram que ele mentiu, alegando que Smollet pagou 3.500 dólares (equivalente a R$ 13.447) aos supostos criminosos para atacá-lo com o objetivo de aumentar sua visibilidade.

No dia 21 de fevereiro, Smollet foi preso, mas pagou fiança de 300 mil dólares (R$ 1,1 milhão) e recebeu a liberdade no dia seguinte. Como ainda não há provas que o sentencie, ele mantém sua inocência perante a Justiça.

No dia do júri, o advogado do ator, Mark Geragos, declarou em nota oficial à People que foi um exagero o ministério público ter incriminado Smollett por 16 crimes. O artista, por outro lado, defende-se dizendo que a intimação policial sobre ele nada mais é do que uma tentativa de desviar a atenção da investigação sobre o vazamento de informações falsas no Departamento de Polícia de Chicago.

A primeira audiência do julgamento está marcada para esta quinta-feira, 14 de março. Caso o crime de falsificação de denúncia seja comprovado, Mark Geragos pode ser sentenciado a até três anos de prisão.

Um passageiro caiu nos trilhos da Estação Rodoviária do metrô de Salvador, na manhã desta terça-feira (12). A informação foi confirmada pela CCR Metrô Bahia, responsável pelo transporte. De acordo com a concessionária, o caso ocorreu às 6h17, e o homem foi resgatado e atendido por equipes da CCR, que prestaram os primeiros socorros. Ele foi levado para o Hospital geral do Estado (HGE), entretanto não há informações sobre o estado de saúde dele, nem o que teria provocado a queda.
A empresa percebeu que o passageiro estava nos trilhos quando o motorista do metrô visualizou e ativou o freio de emergência. Por conta do incidente, a circulação dos trens da linha 2 sofreu atraso nesta terça. Segundo a CCR, às 6h36, após o resgate do homem e inspeção realizada por funcionários da empresa, a circulação dos trens foi normalizada na Linha 2. A Linha 1 não foi afetada.

O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), da Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 1,8 ponto de janeiro para fevereiro e chegou a 99,3 pontos, em uma escala de zero a 200. A queda veio depois de o indicador subir 10,3 pontos nos três meses anteriores. O Iaemp busca antecipar tendências futuras do mercado de trabalho, com base na opinião de consumidores e empresários da indústria e dos serviços.

Segundo o economista Rodolpho Tobler, a queda em fevereiro não parece significar uma reversão da tendência de alta que vinha ocorrendo nos meses anteriores. O resultado sugere apenas que a recuperação do mercado de trabalho continuará ocorrendo de forma lenta e gradual.

Outro índice de mercado de trabalho, o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), no entanto, apresentou melhora de janeiro para fevereiro. Calculado com base na opinião de consumidores sobre o desemprego atual, o indicador recuou 2,4 pontos em fevereiro, para 92,1 pontos, em uma escala de zero a 200 (em que quanto menor a pontuação, melhor o resultado).

Com isso, a queda fica acumulada em 8,1 pontos nos últimos quatro meses. De acordo com Tobler, embora ainda se encontre em patamar elevado, a queda no indicador sinaliza evolução favorável da taxa de desemprego neste início de ano.

A companhia aérea Gol informou nesta segunda-feira a suspensão temporária das operações comerciais com aeronaves 737 Max 8, um dia após a queda de um avião do mesmo tipo na Etiópia, que matou 157 pessoas.

Em comunicado, a companhia avisou que os clientes com viagens previstas em aviões 737 Max 8 serão comunicados e reacomodados em voos da própria empresa ou de outras companhias e explicou que a decisão foi previamente comunicada à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A empresa continuará operando os destinos internacionais de longo curso com os aviões Boeing 737 NG. Sete das 121 aeronaves Boeing operadas pela companhia são do modelo 737 Max 8.

Mais cedo nesta segunda-feira, o órgão de defesa do consumidor Procon-SP afirmara que iria pedir para a Gol suspender operações com os Boeing 737 Max 8, alegando risco à vida dos passageiros.

O desastre de domingo envolveu uma aeronave operada pela Ethiopian Airlines e caiu minutos após decolar de Addis Abeba. O mesmo modelo, operado pela Lion Air, caiu na costa da Indonésia em outubro, matando todas as 189 pessoas que estavam no avião.

Por Reuters

Os resultados de um estudo conduzido por astrofísicos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) ganharam espaço na conceituada revista científica inglesa Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Os pesquisadores identificaram três novos aglomerados de estrelas em movimento na Via Láctea e os batizaram em homenagem à universidade.

Cada um desses sistemas, com diâmetro entre 13 e 19 anos-luz, reúne mais de 200 astros ligados por meio da gravidade. Um deles, registrado com o nome de UFMG 1, tem cerca de 800 milhões de anos. Já o UFMG 2 existe há aproximadamente 1,4 bilhão de anos e o UFMG 3 tem idade estimada em 100 milhões de anos. Um aglomerado é formado por estrelas que nasceram simultaneamente na mesma região, têm características físicas semelhantes e se movimentam de forma muito parecida.

Voltada para a divulgação de pesquisas originais sobre astronomia, astrofísica, radioastronomia, cosmologia e projetos de instrumentos astronômicos, a publicação inglesa circula desde 1827 e é uma das mais antigas do mundo. “A Monthly Notices of the Royal Astronomical Society está entre as quatro revistas internacionais mais importantes na área de astronomia”, avalia Wagner Corradi, um dos cinco pesquisadores do Laboratório de Astrofísica da UFMG que participaram do estudo.

A pesquisa baseou-se na análise de dados e imagens celestes obtidos pelo satélite Gaia, da Agência Espacial Europeia. As imagens captadas foram tratadas e disponibilizadas para acesso ao público. De acordo com Wagner Corradi, o satélite Gaia ofereceu dados com precisão sem precedentes na astrofísica. Ele foi lançado em dezembro de 2013 com o objetivo de mapear mais de 1 bilhão de estrelas. “É um volume absurdo, jamais alcançado na história. E isso está fazendo uma revolução, proporcionando uma série de descobertas”, diz Corradi.

De acordo com o pesquisador, os três aglomerados estelares foram identificados em uma região muito densa. O doutorando Filipe Andrade, que integra a equipe, vinha desenvolvendo técnicas para reconhecer os objetos nesses ambientes. “Um dos dados que o satélite Gaia nos dá e ajuda nessa identificação é a paralaxe [diferença na posição aparente de um objeto visto por dois observadores em pontos diferentes] que, em última medida, nos diz sobre a distância dos objetos”, acrescenta Corradi.

Ele recorre a uma analogia para explicar a descoberta. “São objetos que nasceram mais ou menos no mesmo lugar do espaço e mais ou menos na mesma época. Todos eles estão se movendo mais ou menos no mesmo sentido e com a mesma velocidade. Então é como se fosse identificar um grupo de amigos no meio de um show de rock lotado. Imagine que são amigos que têm a mesma idade, vieram do mesmo bairro, tem características em comum. Se eles forem se mudar de lugar, vão todos juntos e mais ou menos na mesma direção”. A estimativa das idades de objetos no espaço é também feita levando em conta a medição da quantidade de luz emitida.

Segundo Corradi, a identificação e o estudo de novos aglomerados estelares permite ampliar a compreensão acerca da evolução da Via Láctea e das demais galáxias no universo. Além disso, ele ressalta que o avanço da astronomia também gera desenvolvimento para a sociedade. “As câmeras de altíssima resolução com grande capacidade de processamento, desenvolvidas para a astronomia, foram a base tecnológica que permitiu a criação das câmeras de celular de que hoje todas as pessoas usufruem. Sabemos das dificuldades de financiamento, mas para alavancar estudos é preciso investir. Não teremos condições de evoluir na pesquisa brasileira sem apoio”, acrescenta.

GETTY IMAGES

Quando você entra no Facebook por um dispositivo que não é o usual, a rede social pede um número de telefone e argumenta que é para garantir sua segurança.

Mas também utiliza a informação para outros fins que nada têm a ver com a proteção de seus usuários.

E isso preocupa muita gente, que considera a conduta invasão de privacidade.

O executivo Jeremy Burge, fundador da Emojipedia, é um deles.

O empresário publicou uma série de tuítes nos últimos dias chamando atenção para o tema:

“Durante anos, o Facebook alegou que adicionar um número de telefone para a A2F (autenticação de dois fatores ou em duas etapas, que exige um código adicional à senha) era apenas uma questão de segurança. Agora (esse número) pode ser pesquisado e não há como desativar isso”, diz o historiador e empresário, que também é vice-presidente do Subcomitê de Emojis da Unicode.

Isso quer dizer que quando você fornece seu número de telefone para reforçar a segurança da conta, não pode garantir que a informação seja usada apenas para esse fim.

Um porta-voz do Facebook disse a vários canais de tecnologia e à rede de televisão americana CNN que a configuração não é nova – e nunca houve uma maneira de cadastrar um número de telefone apenas para a autenticação de dois fatores.

Burge reclama que a rede social pede o número com a desculpa de tornar a conta mais segura e que, uma vez que a informação é fornecida, o usuário não pode escolher que o número não seja usado para encontrá-lo.

Na seção de configurações, a plataforma pergunta: “Quem pode procurar você usando o número de telefone fornecido?” E oferece as seguintes opções:

– Todos (configuração padrão)

– Amigos de amigos

– Amigos

Não apresenta alternativas como “somente eu” ou “ninguém”, por exemplo.

Neste caso, a configuração que ofereceria mais privacidade seria “Amigos”.

Para alterar, você deve acessar:

Pelo celular – Configurações e Privacidade => Configurações => Configurações de Privacidade

Pelo computador – Configurações => Privacidade

 


LEIA MAIS

Há vários dias, as imagens da desventura de um mergulhadorsul-africano circulam na internet: ele escapou milagrosamente da morte na semana passada depois de ter sido brevemente engolido por uma baleia em Port Elizabeth (sul).

A Bíblia conta que o profeta Jonas passou três dias no ventre de uma baleia. Rainer Schimpf viveu a mesma experiência, mas apenas por alguns segundos.

“Eu estava filmando golfinhos, tubarões, pinguins e aves que se alimentam de sardinhas, quando, das profundezas, uma baleia Bryde surgiu, engolindo tudo em seu caminho”, relatou à AFP o defensor do meio ambiente.

Foto: Reprodução/Youtube/BarCroft Animals

“Senti pressão ao redor da minha cintura, e soube imediatamente o que estava acontecendo”, acrescentou. “Foi apenas uma questão de segundos antes que a baleia percebesse seu erro e abrisse a boca para me cuspir”. A esposa do mergulhador, Silke, e um fotógrafo observaram com horror e documentaram devidamente a cena.

Em algumas imagens, apenas as pernas de Rainer schimpf aparecem para fora da boca do predador, um raro espécime de baleia Bryde, cetáceo que pode chegar a 15 m e que se alimenta de pequenos peixes e crustáceos.

Mal recuperado do susto, o mergulhador não hesitou antes de voltar ao mar.

“Verificamos que o equipamento estava ok, que eu não tinha ossos quebrados, que tudo estava no lugar”, disse ele, antes de adicionar com um grande sorriso: “adrenalina ao máximo, eu não queria perder essa sessão de mergulho, voltei para a água, dessa vez em busca de tubarões”.

Schimpf, 51 anos e vinte de experiência e vários prêmios, é plenamente ciente dos riscos que corre.

“Predadores como baleias ou tubarões vão com tudo sobre suas presas e muitas vezes nossa visibilidade é extremamente baixa”, diz.

Mas fora de questão de desistir de sua missão. “Nossa determinação em garantir ao meio ambiente a maior atenção e proteção continua intacta”. “E se eu renascer, gostaria que fosse na forma de uma baleia”.

Enquanto espera por sua eventual reencarnação, sua interpretação involuntária de Jonas fez dele uma estrela nas redes sociais.

As imagens de sua experiência já ultrapassaram a marca de três milhões no YouTube.

Renan Olaz/ Câmara Municipal do Rio

Uma operação conjunta do Ministério Público e da Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na madrugada de hoje (12) dois suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes em 14 de março de 2018. Ronie Lessa é policial militar reformado e Elcio Vieira de Queiroz foi expulso da Polícia Militar.

Segundo o Ministério Público, os dois foram denunciados depois de análises de diversas provas. Lessa teria sido o autor dos disparos de arma de fogo e Elcio, o condutor do veículo usado na execução.

De acordo com o MP, o crime foi planejado nos três meses que antecederam os assassinatos.

Operação

Além dos mandados de prisão, a chamada Operação Lume cumpre mandados de busca e apreensão em endereços dos dois acusados, para apreender documentos, telefones celulares, computadores, armas e acessórios.

Na denúncia apresentada à Justiça, o MP também pediu a suspensão da remuneração e do porte de arma de fogo de Lessa, a indenização por danos morais aos familiares das vítimas e a fixação de pensão em favor do filho menor de Anderson até completar 24 anos de idade.

Segundo o MP, o nome da operação é uma referência a uma praça no Centro do Rio, conhecida como Buraco do Lume, onde Marielle desenvolvia um projeto chamado Lume Feminista. No local, ela também costumava se reunir com outros defensores dos direitos humanos e integrantes do seu partido, o PSOL. “Além de significar qualquer tipo de luz ou claridade, a palavra lume compõe a expressão ‘trazer a lume’, que significa trazer ao conhecimento público, vir à luz”, informa a nota.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Reprodução

A companhia aérea Azul, terceira maior do país, assinou um acordo não vinculante para ficar com todos os slots da Avianca Brasil nos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ) e cerca de metade deles em Guarulhos (SP), afirmou uma fonte próxima da empresa nesta segunda-feira.

O acordo não vinculante, no valor de 105 milhões de dólares, vai elevar os slots da Azul em Congonhas, um dos mais movimentados do país, de 13 para 34, se aprovado por autoridades regulatórias e de defesa da concorrência. Atualmente, Gol e Latam possuem cerca de 130 slots cada uma em Congonhas, disse a fonte.

Por volta de 10:15, as ações da Azul disparavam 5,8 por cento na bolsa paulista, enquanto os papéis da Gol caíam 1,8 por cento.

O entendimento, que ocorre em meio ao plano de recuperação judicial da Avianca Brasil, envolve no total 70 slots (espaços para pousos e decolagens) nos três aeroportos. Envolve também 30 Airbus A320 que serão alvo de novos contratos de arrendamento pela Azul, afirmou a fonte, que estimou que a o acordo com a rival envolve cerca de 60 por cento das operações da Avianca Brasil.

A aquisição proposta será feita por um mecanismo chamado Unidade Produtiva Isolada (UPI) e o negócio inclui certificado de operador aéreo da Avianca Brasil, quarta maior companhia aérea do país, que até meados de janeiro tinha uma frota de 46 aviões.

A Azul, que enviou comunicado ao mercado sobre a transação, está em período de silêncio, antes da divulgação de seus resultados de 2018, previstos para quinta-feira.

“Destacamos que o acordo é não vinculante e que o processo de aquisição da UPI está sujeito a uma série de condições como a conclusão de um processo de diligência, a aprovação de órgãos reguladores e credores, assim como a conclusão do processo de recuperação judicial. A expectativa é que esse processo dure até três meses”, afirmou a Azul no comunicado.

Segundo a fonte, o valor proposto para o negócio “nasce da rentabilidade que a empresa pode ter com a operação”. A Azul ficará com o pessoal da Avianca Brasil que já está encarregado pelas operações dos slots alvo da transação, afirmou a fonte.

“São slots que a empresa (Azul) não conseguiria ter sozinha. Sobre o restante da operação da Avianca, se a Azul quiser aumentar ela poderá fazer sozinha fora deste locais”, disse a fonte se referindo aos três aeroportos.

A Avianca Brasil pediu recuperação judicial em dezembro e contratou em janeiro a consultoria Galeazzi & Associados para ajudar a encontrar recursos e eventualmente um comprador. Os principais credores da companhia aérea são as empresas de leasing de aviões Aircastle e GE Capital Aviation Services.

Entre o fim de 2016 e setembro de 2018, os passivos da Avianca Brasil para firmas de leasing quintuplicaram para 415 milhões de reais, de acordo com as demonstrações financeiras da empresa.

Em dezembro, o presidente-executivo da Azul, John Rodgerson, havia comentado que a empresa não tinha até então nenhum plano para uma oferta pela Avianca Brasil.

Fonte: Reuters

Unit´