17 de julho de 2015

Eduardo Cunha rompe com governo

Decisão foi motivada pela acusação de que ele teria recebido US$ 5 milhões em propina para viabilizar um contrato da Petrobras